Património

 

Na época pré-romana, Mértola era já um i,mportante entreposto comercial, já que se tratava do último porto interior da grande estrada fluvial que é o Guadiana. Todos os povos que aqui chegaram e nela se instalaram utilizaram as suas óptimas condições para comerciar os produtos locais – como o trigo e o azeite dos barros de Beja e os minerais extraídos em São Domingos e outros locais da faixa piritosa - pelas riquezas trazidas das paragens mais distantes do Mediterrâneo.

A combinação de todos estes factores valeu a Mértola não só uma marcante importância histórica, como monumentos e vestígios desse passado, que se podem encontrar espalhados um pouco por toda a vila, que permanece ainda rodeada pela antiga muralha, de cerca de 1 km de comprimento total.

As escavações arqueológicas, que inicialmente se concentraram na área hoje desocupada da antiga acrópole, foram aos poucos também abrangendo outros locais da vila.

O primeiro destes locais, na encosta do castelo, veio a revelar ser o lugar do antigo fórum romano, tendo sido revelada à luz do dia uma grande galeria (criptopórtico) de época tardo-romana. No mesmo local, um bairro foi edificado, no século XII, sobre os restos de um antigo baptistério paleocristão, tendo aí persistido as casas até ao século XIII. Nesta zona, recentemente, foram revelados alguns fragmentos de mosaicos de influência bizantina, que decoravam o chão de um grande edifício, e que são de grande beleza.

Na cave da Câmara Municipal e enterrada no chão do actual Largo do Rossio do Carmo foram encontrados também, respectivamente, os vestígios de uma casa romana e de uma basílica paleocristã, esta datada do século V. Neste último local foram de igual modo descobertas necrópoles de época romana, paleocristã e islâmica.

Mais recentemente, em escavações levadas a cabo nos arredores da vila foram postas a descoberto as ruínas da ermida de S. Sebastião, datadas do século XVI, e que erigia junto a uma necrópole romana.

Mas não é só na vila que Mértola tem riquezas para exibir. Sede de um vasto território, com mais de 1200 km2, Mértola tem, para lá de outros locais ligados ao património cultural, sítios de grande beleza paisagística, sendo rica em espécies animais e vegetais, muitas delas inscritas na REDE NATURA.